Analisador de Qualidade de Baterias

Testando a saúde do Banco de Baterias

Bancos de baterias são utilizados para garantir a operação ininterrupta de diversos sistemas críticos, que direta ou indiretamente afetam nosso cotidiano. Sistema supervisório de subestações de distribuição de energia e estações rádio base são exemplos de locais onde a utilização de banco de baterias é fundamental para manter a operação ininterrupta dos sistemas. As baterias de Chumbo ácido são utilizadas como elementos de bancos de baterias capazes de suprir a energia necessária quando ocorre a interrupção do fornecimento da rede elétrica convencional.

O teste mais comum e eficaz para medir a “saúde” do banco de baterias é executar um teste de capacidade seguindo as normas vigentes. Resumidamente, consiste em, desconectar a rede elétrica convencional e verificar o quanto tempo o banco de baterias suporta operar fornecendo a energia necessária para o sistema em questão. Este tempo deve estar de acordo com as especificações de projeto e a diminuição progressiva do tempo em que o banco de baterias, dá suporte de energia à carga é um sinal evidente que o mesmo já possui elementos( baterias ) com problemas e/ou no término da sua vida útil.

O teste de capacidade tem sua clara efetividade nas rotinas de manutenção mas também oferece um risco na medida em que não se pode garantir que a rede elétrica esteja operando normalmente durante e principalmente, após o teste, durante o tempo necessária para a recarga completa do banco de baterias, deixando o sistema consumidor vulnerável.

Metodologias que avaliem o estado de degradação das baterias, num curto período de tempo, sem a necessidade de desconecta-las dos  equipamentos consumidores, não contribuindo assim para seu envelhecimento precoce e também que seja de preço acessível, vem ganhando força. Uma das metodologias que vem sendo muito pesquisada é a avaliação da resistência interna da bateria.

 

Testando a impedância interna

Nos sistemas de bateria, a impedância indica o estado geral das baterias e o mais importante, sem estressar todo o sistema e as próprias baterias.

A impedância é determinada pela aplicação de um sinal de corrente AC em um dos terminais da bateria, medindo a queda de tensão alternada no outro terminal da bateria e depois calculando a impedância usando a Lei de Ohm. À medida que a bateria envelhece, a impedância interna aumenta. Ao medir a impedância, é possível determinar a condição dos componentes internos de uma forma não invasiva e sem os estresse que o teste de capacidade  proporciona.

O analisador de baterias Wens 900  fará o teste de impedância e lhe entregará um relatório com impedância, temperatura e tensão da bateria.


Dúvidas? Fale com nossa equipe especializada:

 

Fale com um especialista Conheça nossas soluções